19 janeiro, 2012

Como nasce um desenho


Não queria divulgar tudo tudo, mas hoje terminei o desenho de que falei no post anterior e fiquei tão feliz com o resultado que pelo menos gostaria de mostrar mais um bocadinho do processo.

Quando estou a desenhar uma coisa é natural acontecer precisar de pesquisar sobre várias outras coisas, mesmo que se afastem do tema principal. São elementos-satélite porque são necessários para o bom resultado final.
Por exemplo, já por mais do que uma vez senti necessidade de desenhar lobos, e parece-me que nunca tenho material suficiente... normalmente pesquiso no Google por imagens, ou mesmo no youtube para ver como os bichos se mexem, mas se pudesse ía ve-los ao vivo... mas como estar com lobos não é muito comum (e o nosso lobo ibérico é muito lingrinhas para o tipo de lobo que gostaria de representar) tenho mesmo de me ficar pela internet e pelos livros.
Os livros sobre lobos aliás estão na minha wishlist. Deste tema só tenho um, que comprei por uma ninharia na Livraria Bertrand, na secção das crianças! Bem simpático por acaso...

De resto gosto de ter presente alguns ilustradores que já trabalharam o mesmo tema (como a minha adorada musa: Lizbeth Zwerger), de preferencia em aguarela, e quando posso também não dispenso ter algo tridimensional para poder mexer e ver de vários ângulos.

Como adoro brinquedos recentemente comprei o lobinho de plástico que podem ver no canto inferior esquerdo. É da Schleich! Se pudesse tinha a colecção de bichos TODA que eles fazem.

4 comentários:

Pedro disse...

Não é bem um lobo, mas o protagonista do livro que ando a ler está quase lá:
http://www.amazon.com/White-Fang-Call-Wild-London/dp/1566195500

Recomendo :)

Ana Vicente disse...

Passei por acaso e tinha de deixar um dos lobos mais bonitos que já vi; http://www.jackiemorris.co.uk/blog/?p=1183
Lindos desenhos. Felicidades! :)

Ana Vicente disse...

e já agora... http://www.jackiemorris.co.uk/blog/?p=993

Ana Oliveira disse...

Uau Ana, que liiindos! Obrigada :)