28 setembro, 2006

Little Red Riding Hood IV



Ando mesmo feliz com a gravura em linóleo... Aqui está outra menina com capuchinho.
I'm really happy with the lino cut... Here goes another girl with hood.

O último dia


Porque hoje foi o último dia do workshop de ilustração infantil, e porque me rendi ao linóleo, aqui está a minha contribuição para a prenda colectiva que oferecemos ao nosso estimado professor. Como as minhas tiragens são todas home made (e por isso sem prensa), são também todas diferentes, razão pela qual apresento aqui duas tiragens do mesmo linóleo.
Because today was our last in the Children Illustration workshop, and because i've surrender to the lino cut, i leave here my contribution to the gift we all gave our dear professor. It's all very home made, and thats why the results are always different and why i have chosen to post two pictures from the same thing.

27 setembro, 2006

Little Red Ridding Hood III

Apresento-vos as minhas primeiras experiencias de Gravura em Linóleo do Capuchinho vermelho!
These are my first lino cut experiences for Little Red Ridding Hood.





Aqui está a madre! Here is the original lino!

23 setembro, 2006

Little Red Riding Hood II

"Le Loup se mit à courir de toute sa force par le chemin qui était le plus court, et la petite fille s'en alla par le chemin le plus long, s'amusant à cueillir des noisettes, à courir après les papillons, et à faire des bouquets des petites fleures qu'elle rencontrait"

Little Red Riding Hood: Ana's version

Esta é a minha versão do Capuchinho Vermelho. Para já são esboços, se tudo correr bem lá para o final da semana terei os desenhos finais... O texto que se segue é o original de Charles Perrault.
This is my version of Little Red Ridding Hood. For now its just sketches, later by the end of the week i might have some final drawings done... The following text is from the original, after Charles Perrault.
"Il était une fois une petite fille de village, la plus jolie qu'on êut su voir: Sa mère en était folle, et sa mère-grand plus folle encore. Cette bonne femme lui fit faire un petit chaperon rouge qui lui seyait si bien, que partout on l'appelait le Petit Chaperon Rouge"
(...) "Le Petit Chaperon Rouge partit aussitôt pour aller chez sa mère-grand, qui demeurait dans un autre village"

(...) "Et bien! Dit le Loup, je veux l'aller voir aussi, je my en vais par ce chemin-ci, et toi par ce chemin-là, et nous verrons à qui plus tôt sera"

Novos capuchinhos para meninas*


Há algum tempo atrás quis fazer uma nova versão do Capuchinho Vermelho. Não queria alterar a estória, mas interpreta-la de outra forma. Fiz algumas variações sobre o tema neste desenho e acabei por gostar bastante da menina da direita, com o capacete vermelho.
*New hoods for girls. Some time ago i wanted to do a new approach on Little Red Ridding Hood. It wasn't about changing the original story but just see it in another way. I tried some variations on the theme on a little sketch and was amused by the girl on the right, with the motorcicle helmet.

Am I Blue?

Indeed...

19 setembro, 2006

Constipada


Constipei-me. E escolhi a pior semana do mundo para o fazer. Sinto a minha cabeça como se fosse uma melancia.
I got a cold. And I chose the worst week on the entire time to be sick. My head feels like a watermelon.

17 setembro, 2006

Magic Pencil: illustration exhibition

Vai haver uma exposição de ilustração infantil de 27 de Setembro a 31 de Outubro de 2006, no Centro Cultural de Belém. Chama-se Magic Pencil e a apresentação diz assim:
O Magic Pencil é uma exposição do British Council com ilustrações de autores britânicos seleccionadas por Quentin Blake, ilustrador e vencedor do primeiro prémio Children’s Laureate. A exposição, organizada pelo British Council em parceria com o Centro Cultural de Belém, revela como os ilustradores actuais reflectem as inquietações contemporâneas com originalidade e força. Treze ilustradores fazem parte desta exposição. Muitos deles de renome, outros representam novas e diferentes formas de abordagem à ilustração de livros. Na inauguração vão estar presentes os artistas Sara Fanelli, John Burningham e a contadora de histórias Elly Stuart
The British Council is hosting an Illustration Exhibition in Lisbon, in Centro Cultural de Belém (linked above). The presentation says: The Magic Pencil is a British Council touring exhibition of illustrations selected by Quentin Blake, the distinguished children's author, illustrator and first Children's Laureate. The UK has a celebrated history of innovative book design and illustration.

16 setembro, 2006

On illustration

Uma das coisas (muito) boas em ter um blog que fala e se interessa por ilustração é que de vez em quando há pessoas extremamente simpáticas que me falam de exposições e de outras coisas relacionadas.
Hoje recebi um link fantástico de um evento chamado Farol de Sonhos - Encontro sobre o Livro e o Imaginário Infantil. É de louvar que haja cada vez mais iniciativas deste género na área da ilustração.
One of the (very) good things about having a blog that deals with illustration is that every now and then i get emails from people telling me about exhibitions and stuff like that. Today i got a great link: Dreams Light House (its about children books and imaginary and is entierly in portuguese... sorry).

14 setembro, 2006

Exposição de ilustração infantil de Carla Pott

Vai haver uma exposição de ilustração infantil de Carla Pott na Galeria da Livraria Arquivo, em Leiria.
Carla Pott: Biografia
Nasceu em Moçambique em 1973. Vive e trabalha em Cascais, Portugal. Licenciada em Pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa em 1996, no mesmo ano parte para Praga onde frequenta o primeiro semestre do Atelier de Ilustração e Gravura da Escola Superior de Artes Aplicadas de Praga (UMPRUM), como estudante convidada e sob a orientação do Professor Jiri Salamoun.
Em 1997 frequenta o segundo semestre do Atelier de Gravura II na Academia de Belas Artes de Praga sob a orientação do Professor Jiri Lindóvsky.
No ano seguinte trabalha em Cerâmica como artista convidada para a Manufactura Estatal Majolika Karlsruhe na Alemanha onde realiza a sua primeira exposição individual de cerâmica.
Em 1998 inicia a sua actividade como ilustradora que, para além da Pintura, é actualmente a sua actividade principal, colaborando com as revistas Viver com Saúde, Adolescentes, Pais & Filhos e Noticias Magazine. Colabora ainda regularmente com as duas últimas. Em 2000 começa a ilustrar os primeiros livros para crianças dos quais treze já se encontram publicados, trabalhando com editoras portuguesas e também espanholas e, desde então tem vindo a trabalhar em diversos projectos ligados à área da ilustração, serigrafia com o Centro Português de Serigrafia, filme animado e publicidade. Participa e expõe regularmente em exposições colectivas de Ilustração como a Ilustração Portuguesa (na qual está presente desde1999), na 22ª Mostra Internazionale d'Illustrazione per l'Infanzia de Sármede em Itália, e várias outras exposições temáticas e também em colectivas e individuais de Pintura, Cerâmica e Gravura em Portugal, Itália e Alemanha.
Actualmente a trabalhar com livro infantil e num projecto de animação para um dvd interactivo sobre "Alice no País das Maravilhas" …entre outras coisas.

11 setembro, 2006

Perseguindo-se



A minha gata já não batia muito bem, mas desde que foi operada que anda mais taralhoca. Já era normal de vez em quando ela descobrir que tinha uma cauda e desatar a persegui-la em círculos, tipo cachorro... mas agora está pior.
Agora é vê-la a tentar arrancar a própria cabeça com golpes das patas traseiras. E não é um qualquer gesto de coçar a orelha mal interpretado, ela chega a agarrar e morder as patas, para as largar logo a seguir!
O meu pai diz que um dia ela arranca a cabeça e brinca com ela pela casa...

Borboletas na barriga


Para a Maria, que gosta de borboletas na barriga, especialmente se forem apreciadoras de sopa...

10 setembro, 2006

Pig playing trombone

Porca a tocar trombone. Passo a explicar: eu queria fazer um porco a beber café, mas não deu... Ando a redescobrir a alegria do guache.
Pig playing trombone. Originally i wanted to draw a pig drinking coffee but it didn't came out... I'm redescovering the joy of gouache.

Da forma do corpo das outras pessoas II ou Porque hoje é domingo e há ginastas na TV

Dá-me gozo ver os corpinhos saltitantes e magrinhos das ginastas. Acho-lhes piada aos pompons no cucuruto da cabeça e às grandes testas que isso lhes faz. E gosto dos pescoços, dos dedinhos e das pestanas...
I like to see the jumpy gimnasters bodies. The little fluffy pompons on their head amuse me and i like the big foreheads they get from that strange hairdo. And their necks and fingers and eyelashes...

Escritor famoso e pequena admiradora

Na sua forma (desenho em dois papéis diferentes) parti de uma ideia original do Quino, num cartoon que vi há muitos anos.
The ideia to use two different papers came from a Quino's original cartoon.

Da forma do corpo das outras pessoas

Gosto particularmente de olhar para o corpo das pessoas. Não o faço de um modo especialmente apreciativo nem depreaciativo, se bem que me dê prazer ver pessoas bonitas (de ambos os sexos). Por vezes vêem-se na BD ou nos filmes de animação personagens perfeitamente impossíveis, demasiado gordos ou magros.. mas de facto existem pessoas com os corpos mais fantásticos. Vi ontem uma senhora gorda deliciosa, muito baixinha e redonda, adorei o perfil dela!
I like to look at other peoples body, not only the beautiful people, but everyone, boy or girl. In Cartoons or animation movies we see a bunch of impossible body shaped caracters.. but in real life people do have fantastic bodies. Yesterday i saw the most delicious fat lady walking. I loved her profile.

How to start as an illustrator

Encontrei no lindíssimo site de Keri Smith um texto que me pareceu muito interessante para quem se interessa pela ilustração. Passo a trancrever:
I found in the beautiful Keri Smith site a text that sounded very interesting for people who care about illustration:
So many people have written me asking for advice I decided to put this short list together. Some of these things may be stating the obvious but I wanted to start simply so that you don't get too overwhelmed with an enormous load of things to do. Be gentle with yourself. The goal in the beginning it to just start, forward movement in any direction is good. It helps to just get that feeling of accomplishment, when you come back from the mail and feel really good about sending out some cards.
1. Go to a library or bookstore and look for publishers, magazines, etc. that use work like yours, (in a similar style.) Find names of art directors & addresses on the masthead, (usually by the contents page, the masthead lists everyone who puts the issue together.) For publishers you may have to do some digging, look in Writer's Markets, web pages, etc. ALWAYS be on the lookout for places, restaurants, posters, greeting cards, advertising, murals, comic books, products...etc. that your work would be suitable for. It will become natural for you after a while. Research:
2. Once you get a name and address (start with 10 names and go from there). Do not overwhelm yourself too much, just start with a few! Send them samples. It could be color copies (good quality) or a printed piece. The MOST important thing to remember is that the work and samples be appropriate to their publication. notes: If your work seems to focus mainly on animals try Children's magazines, animal magazines, licensing for products, etc., look for companies that already publish stuff similar to yours. It would not be cost effective for you to market to Time Magazine. When mailing you will usually have at least a 2 percent response, (I've found it to be more like 10 percent). Also try to stick to one style when targeting clients, they need to know what to hire your for, (you want them to think "Comic-like, oh I need to call...insert your name here")
3. For further help I highly recommend: -read Seven Steps to getting Published for advice on how to go about the creative part. -research promotional mailers and marketing for designers. Some simple techniques in bookbinding can be very helpful in coming up with some unique promotional mailers. A good book for this is Making Memory Books and Journals by Hand by Kristina Feliciano, Jason Thompson, and Barbara Mauriello. -Read: my recommended reading business & money section and "How to Make a living doing what you love" -make a business plan, starting with short term goals that are do-able (it will all get done, take it slow!) -if you haven't been already, the "Art Talk" section of TheIspot is an excellent place to pick up info from people who have been in the business for a long time.
-read designer Bruce Mau's Incomplete Manifesto I particularly like, "Don't enter competitions, Just don't do it, it's not good for you." When I first read this I was stunned, all my teachers in art school always told us, "Enter every competition you can. It's good promotion if you get in. It's worth the cost." In the beginning I did this. I wanted so badly to win these competitions that I tried to create "winning" artwork. It was usually contrived and not from the heart. I never got in. I think what Bruce Mau was talking about was when you put something into a competition you are putting your work up for judgement by a third party (in this case a large magazine or organization.), thus giving them the ability to deem your work 'good' or 'bad'. When you do this is you are in effect putting other's opinions ahead of your own. Now I know we must all face rejection at one time or another. (You have heard the saying, "if you are not being rejected you are not trying hard enough.") But it seems strange to me to PAY someone to judge your work, these competitions are quite expensive. I'm sure I will get some flack for this opinion by some who truly believe in entering competitions. After several years I started to get into many of the major awards annuals (without trying), and in my experience I have not yet gotten a job from it, so I do question the promotion incentive. If you are producing work that moves you, over time you WILL be recognized by others, but a) competitions should not be a motive for creating and b) putting other's opinions over your own puts us onto a subjective scale, ("I must not be living up to the rest"). Create your own rules.

05 setembro, 2006

Jason Associates impulsiona talento nas vertentes ilustrativa e cartoon

Lisboa, 5 de Setembro 2006: A Jason Associates, consultora de recursos humanos especializada na gestão de talento, decidiu organizar um concurso nacional de ilustração e cartoon para jovens artistas, com o objectivo de incentivar e promover novos talentos. O concurso terá duas categorias distintas, uma de ilustração de textos e conteúdo e outra referente ao humor. Para além dos prémios pecuniários, os vencedores poderão ser convidados a colaborar de forma regular com a Argos, a newsletter trimestral da Jason Associates.

02 setembro, 2006