27 setembro, 2006

Little Red Ridding Hood III

Apresento-vos as minhas primeiras experiencias de Gravura em Linóleo do Capuchinho vermelho!
These are my first lino cut experiences for Little Red Ridding Hood.





Aqui está a madre! Here is the original lino!

15 comentários:

Sandra disse...

Em gravura!
Boa!Então posso ver em primeira mão as tuas novas criações.
Um beijinho princesa.

Crash disse...

Gostei do castanho, não sei porquê mas chamou-me mais à atenção, se calhar foi por se notarem as bolinhas no vestido. lol :P

Mas o que realmente me parte todo é o capacete vermelho xD. Demais.

PMBC disse...

Bonitas experiências!

Ana Oliveira disse...

Sandra :) Princesa és tu, menina!

Crash! (voltaste!) As bolinhas no vestido da última foram feitas depois, por isso é que não aparecem nas impressões azuis.

Anne Marie disse...

Olá!
Já deves ter reparado que adoro os teus trabalhos. Quando ficares farta de ouvir os meus elogios, por favor, just say STOP!!!
A sério... és muito talentosa!
Beijinhos!

Ana Rute Cavaco disse...

que giro, o efeito!

Maria disse...

Ana...este teu blog é uma verdadeira delícia!!!
hoje voltei, para ver melhor, e cada vez sou mais tua fã!!! As séries das "possiveis histórias da amor", até ao momento, são as minha preferidas!!!estão lindas! - como tudo o resto, é claro!
As tuas coisas são fantásticas!!!
adoro!

beijinhos , Carolina (Arco!)

Ana Oliveira disse...

Obrigada Carolina! :) Estou a preparar uma outra gravura do Capuchinho! Beijinhos

Mattias disse...

Very sweet

Mir disse...

Lindo.
Faz-se com linóleo mesmo linóleo, o do chão? (pergunta de arquitecta!) é que se for desse já sei o que fazer com as amostras horrorosas!

Ana Oliveira disse...

Thanks Mattias :) Lately i feel the strange urge to do some pigs using this technic. I'm thinking of a musician pig. Lets see what i can do.

Ana Oliveira disse...

Mir: faz-se com linoleo de gravura, mas se quiseres usar o do chão também dá. è mais barato e tudo! :) Pode é não ser tão suave para escavar... é pegar nas goivas e mãos à obra!

velhadaldeia disse...

Olá, Ana!

Fico muito contente por ver que te andas a divertir com o linóleo.
Eu também fiz uma experiência recentente. Aqui podes ver o desenho prévio e a matriz.
http://velhadaldeia.blogspot.com/2006/09/linleo.html
Em breve "posto" as minhas primeiras impressões caseiras.

Preciso de umas dicas sobre a tinta e a técnica de impressão.
Até agora o que resultou melhor foi:
- tinta de óleo ligeiramente diluída com óleo de linho;
- submergir o papel em água, escorrê-lo e prensá-lo entre papel absorvente para tirar o excesso de humidade;
- imprimir fazendo pressão nas costas do papel contra a matriz. Tens alguma sugestão para melhorar a minha produção caseira?

Beijocas,
Sara

Ana Oliveira disse...

chi sara.. estás melhor do que eu! Até agora só usei tintas à base de água e impressões à base de força de braços! Gosto delas assim rafeiras... eu ainda te vejo esta semana, com o senhor salgado, vais ver!

velhadaldeia disse...

Ah! Esqueci-me de um detalhe importante!
A COLHER DE PAU! A colher de pau é o que uso para fazer pressão no verso da folha contra a matriz. Experimenta! ;)