09 janeiro, 2011

Assim foi uma noite em Évora...


Foi ontem a inauguração da exposição "Duas gajas, sessenta desenhos", na S.H.E., em Évora!
O dia começou cedo (e poderia ter começado mais cedo ainda se eu tivesse ouvido o despertador), a saltar da cama e a ir ter com a minha cara metade artística e estimada colega de curso, seguindo-se a viagem até Évora, com alguma chuva.
Depois chegar, não chegar, estacionar, ir para a S.H.E., escolher o espaço ideal para expor as coisas... um almoço alentejano pelo meio, uma incursão numa loja chinesa para uns últimos consumíveis necessários... e enfim, tudo o que faz parte do processo de montar uma exposição.

Esta em particular desafiou a nossa capacidade de montagem. Éramos nós contra 60 moldurinhas, pregos caprichosos e duas belas mas algo duras paredes... mas com alguma paciência, o apoio incondicional de dois garbosos ajudantes e muito blutack, a coisa fez-se!
Às 22h já estava tudo a postos para receber as várias dezenas (obrigada!) de pessoas que durante a noite ergueram os narizes na direcção dos nossos desenhos (que tiveram de ficar um pouco altos, é verdade) e sorriram.

Pelas 23h, o Filho da Mãe aqueceu a sala da frente. Ficou no ar a sua sugestão que esta exposição bem se podia chamar "Quatro mamas, sessenta desenhos". E porque não?

Muito obrigada por terem aparecido :) A exposição mantêm-se lá até dia 31 de Janeiro.

4 comentários:

Zita disse...

Fiquei tão feliz de saber que vinha à minha cidade...bem vinda seja, estou com enorme curiosidade de ver os desenhos que tão bem conheço, tenho alguns que tenho trazido do jardim da estrela!!!
obrigado por tanto talento
um beijinho
zita

esferografia disse...

Desenhos e montagens, duas coisas que amo demais, além da poesia claro...

Os desenhos que encontrei por aqui, são traços de quem tem realmente muito talento.

Que seja um sucesso a exposição desejo-lhe muita sorte.

Abraços

Cabeca-de-Ventuh disse...

Ana! Gostei muito...a exposição está altamente e o concerto foi incrível...fiquei coladíssma nas cordas do filho da mãe!

Lembrei-me, quando voltares para recolher as moldurinhas talvez te interesse passar numa loja daqui qu se chama "A que sabe a Lua", podes deixar ilustrações e outras coisas tuas a vender lá. A loja é muito gira. É na Rua do Raimundo (a que desce da praça do giraldo, do lado direito da SHE, se estiveres virada de frente para a porta, bem ao fundo, do lado esquerdo de quem desce.

um beijinho!

Mathild disse...

Para quando uma exposição em Lisboa?