20 outubro, 2006

Ei-la: A Ervilha!

Houve uma altura em que trabalhei bastante sobre ilustrações da Princesa da Ervilha, e de vez em quando lá vinha a pergunta do costume: "Tá giro tá... mas oh Ana, e onde é que está a ervilha..?" Acho que nunca consegui expressar o quanto essa pergunta me irrita. Uma das últimas pessoas que fez essa pergunta deu-me vontade de publicar aqui este desenho. Mas o que sempre me apeteceu dizer foi: C'oa breca! Não leram a estória? TODA A GENTE sabe que a ervilha está no fundo de todos os colchões!!! (suspiro)
There was a time when i did some illustrations on the Princess and the Pea, and everynow and then someone would ask me: "That's nice... but, Ana, where's the pea?". I never really expressed how much that question annoys me. One of the last person asking me that made me put here this drawing. I always wanted to answer: Didn't you read the story? EVERYBODY knows that the pea is under the whole bunch of matrazes!!! (sigh)

6 comentários:

Crash disse...

Lógico que está por baixo de todos os colchões...
Senão "A Princesa e a ervilha" seria o quê? Uma princesa que tinha uma amiga imaginária que era uma ervilha falante? lol... :|

Ana Oliveira disse...

Pois é Crash, mas para algumas pessoas não é assim tão óbvio... se elas ouvem falar de uma princesa e de uma ervilha, então vão querer ver ambas! :)

Curiosa esta combinação das princesas e dos legumes, não é?

merdinhas disse...

Curioso que uma pergunta retórica e óbvia possa irritar tanto.
Mas suscitou reacções....eis a ervilha que tanto incomoda a princesa.

merdinhas disse...

E agora deixa-me perguntar...onde está a princesa?

Não te melindres.

Sabes o que tem mais graça nisto?

De facto a princesa não suporta dormir com a ervilha debaixo dos colchões. Mas a história dá pano para mangas...
A ervilha é um símbolo do melindre, da susceptibilidade.
Sabes que dizer “sujeito à ervilha” quer dizer que a pessoa é importunada?
Outra expressão engraçada é ”avaliar alguém com a ajuda de um alqueire de ervilhas” significa sujeitar alguém a uma análise minuciosa.

”Vencer as ervilhas” quer dizer resolver um problema concreto que é o que acontece na estória.

Afinal o que impediu a princesa de dormir essa noite não foi a ervilha mas antes o facto de ter ficado a pensar no príncipe, e era isso que a rainha queria.

Já agora deixa-me sugerir-te "A Psicanálise dos Contos Infantis", um livro que gostei de ler.

Ana Oliveira disse...

Meu caro merdinhas: li recentemente esse livro do Bruno Bettelheim e escusado será dizer que gostei muito...

A Princesa não está lá porque entretanto foi tomar o pequeno almoço.

Está muito bem visto essa de ela não conseguir dormir por estar a pensar no principe :) Tinha uma ervilha na cabeça portanto!

Lolita disse...

Lindo! =D
Adoro esse conto infantil!