01 julho, 2006

abismo

Algumas pessoas são o meu abismo.
Não consigo esplicar bem, mas é esta sensação de fazer tudo por tudo por estar ao mesmo nível, e acabar por me faltar o chão. Eu bem me debruço devagarinho, mas quando dou por mim já vou em queda livre.
Some people are my abyss.
I can't really explain the feeling, its like doing my best to stay at the same level, and then loose the ground. I do lean over slowly, but before i know it, i'm free falling.

6 comentários:

Vodka e Valium 10 disse...

Não são só as situações que nos fazem cair no abismo, é verdade.
Mas se confiarmos ans pessoas, não faz mal que elas nos levem ao desconhecido, até é uma forma de crescer, ou conhecer. E lembro-me de mais uns verbos no infinitivo terminados em -ar.

Rita disse...

concordo tanto com isto! blog muito bonito! *

Maria disse...

Como eu te compreendo...!=)
Bjinhos**

(se ela tivesse ficado cm as duas pernas levantadas, não daria uma melhor ideia de que estava realmente a cair?)

Ana Oliveira disse...

Para a Maria: Sim, se calhar dava melhor a impressão, mas eu tenho esta coisa romântica de ter uma perninha dobrada e outra esticada, como aquelas meninas nos anos 20! Aliás eu queria mesmo era ter tido espaço para fazer o rapaz (sim, é um rapaz..) completo e totalmente à vontade, como se não estivesse a acontecer nada, e depois a miúda pendurada! Outra ideia era fazê-la descalça dum pé, com o outro ténis quase quase a cair..

Ana Oliveira disse...

Obrigada Rita!

Ana Oliveira disse...

Vodka: Não digo que não. Estou farta de dar trambolhões e a cada um vou aprendendo a cair melhor... Fiquei a pensar nos teus verbos.