12 novembro, 2015

Três coisas que não faltam a este bebé, diariamente.

#1 - Drunfos
De há uns bons meses para cá que todos os dias tomo dois comprimidos. Eu sei que o ácido fólico é importante para a formação da criança, mas será que já não se fazem bebés sem drunfos? 

#1 - Pills 
Since at least July that I have to take 2 pills everyday. I know that folic acid is important in a baby's development, but can we still make babies pill-free?
#2 - Ronrom de gata
Não há uma noite que a Dona Patanisca não peça colo (então agora que começam as noites mais frescas...)
Eu evito que ela me esprema muito a barriga, porque é uma coisa que incomoda, mas quando se deita e faz ronrom encostada à barriga (e não em cima) não me importo. Quem sabe se o bebé consegue ouvir?

#2 - Cats purr
Now that the nights are becoming colder, my cat Patanisca begs for a nap in my legs every evening. I don't like it when she kneads my belly, but when she lays down and purrs against it, it's ok. I wonder if the baby can hear it?
#3 Informação avulsa
Eu quero ter uma criança informada. Isso inclui apresentar-lhe as comidas novas - que ainda não tinha comido desde que engravidei - e outras coisas.

#3 - Spare information
I want to have an informed child. This includes presenting every new food I haven't had since before I was pregnant (in the drawing above she is saying "Baby, these are broad beans") and some other stuff.

6 comentários:

Ana Ribeiro disse...

:) so sweet.

Anónimo disse...

Eu tenho uma menina de 1 mês e meio e quando estava grávida a minha gata encostava se a minha barriga e ronronava �� eu sempre adorei ,mas também tinha "medo" por causa da bebé , a verdade e que desde que a bebé está em casa a minha gata não a larga , é quando ela começa a ronronar a minha princesa adormece num instante �� até parece terapêutico �� eu adoro ����

Karina Kuschnir disse...

Lindi, Ana! Parabens pela gravidez!

Cris disse...

Adoro ilustrações e, procurando na web, encontrei teu blogue. O desenho da gatinha encostada na barriga, ronronando, é muito doce!

Vera dos gatos disse...

Ela Sente pois... o meu gato sentava-se e ronronava horas a fio. Sempre fui gordinha mas a miúda mal sentia aquela vibração, ficada louca. Hoje, quase 3 anos depois, é doida por animais. Mas não te esqueças que tu também sentes amor pelos teus animais de estimação, e o bebé recebe um reforço positivo sob a forma de hormonas... e então "ena, isto deve ser bom porque a mamã gosta".
Os drunfos são bons e abastece de kompensam que no fim a coisa fica dura... ficamos com o estômago a jogar as cartas com as amígdalas... -.-
Nunca mais vais estar sozinha. NUNCA MAIS. lol.
Ps. encontrei-te depois de ver os crashas do mimices. Ainda fazes coisas dessas?
Beijinho e "boa viagem". :)

Ana Oliveira disse...

Oi Vera!!
Entretanto já passaram muitos meses e a Laura já está cá fora :) e confirma-se: adora os gatos!
Ainda faço crachás sim, mas entretanto parei um pouco com as feiras. Espero regressar em breve, não sei bem quando.
Beijinho