08 janeiro, 2008

O tão afamado canudo

Hoje passei pela Reitoria da Universidade de Lisboa para resolver um assunto e "deixa cá ver se estes marmelos já têm o meu diploma...". Não que o desejasse por aí além... o diploma foi mesmo aquela coisa que tive de pedir (e de pagar, note-se) para obter o tão mais útil certificado de habilitações.
E afinal tinham-no mesmo.
("A menina teve sorte... muitos não têm..." disse-me a senhora, para se certificar que eu compreendia a magnitude do acontecimento...)
Voltei com ele para casa. Vinha dentro de uma caixa cilindrica de metal, à qual achei realmente piada e utilidade.
Ano e meio volvido desde que terminei a minha licenciatura, é estranho ter (só) agora o diploma. Até porque não foi nunca algo pelo qual eu tivesse lutado. Não fiz o curso por isto. Não me sinto mais escultora por tê-lo. Não o vou pôr na parede... acho-o até algures entre o pindérico e o supérfluo... e não é que vem todo em latim?!
(A senhora pediu-me para verificar se estava tudo certo. Confirmei o meu nome e o dos meus pais. "Do latim não sei..." disse-lhe. Ela apontou apenas o meu Feliciter. Parece que me licenciei com Bom)

11 comentários:

borboleta disse...

ena ena...
mas que fina!! parabéns pelo canudo:P
tb tenho de ir levantar o meu... :)

Avozinha disse...

No meu tempo era bem pior! Levava mais tempo e dinheiro! Tenho 2 canudos: o do Bacharelato é igual a esse, sem tirar nem pôr - lata, latim, penduricalho. O da Licenciatura (fruto da época do 25 de Abril) é de plástico, sem penduricalhos, escrito em português e é para quem quer!

catarina disse...

parabéns prima!! que sorte! a universidade técnica dá-nos uma porcaria de um papel escrito em computador e metido numa pasta lisinha... nada de latim... nada de canudo para o guardar...

Zé Alguém disse...

Atão parabéns!

Tentei ir buscar o meu passados dois anos, e disseram-me "volte cá daqui a mais um". Tenho que ver se lá volto: já se passaram 6 anos, já deve estar pronto.

Silvia disse...

Eu continuo a espera do meu, embora seja como tu dizes.. Não sei para que serve... Mas que foi carrote foi!

Sara Simões disse...

Parabéns pela odisseia que te levou ao canudo. Bonito tubo de lata, sim senhora.
Eu contentei-te com o certificado de habilitações, porque a minha escolinha nos pediu 50 contos por uma impressão rafeira em papel tipo cavalinho.

CAT disse...

Mas Então!!!

A mim disseram-me que me mandavam para casa!!!
Não é que me faça falta... é mais pelo dinheiro que paguei (e esse sim é que me faz falta).

Bom... Ana felicidades e muitas mais ilustrações para me deslumbrares.

Ana Oliveira disse...

Cat: eu acho que o meu também estava destinado a ir ter a casa via postal, mas já que fui à reitoria resolvi perguntar... Experimenta, pode ser que o tenhas mais rápido do que esperas :)

Big Brother disse...

Eu tambem era suposto receber o meu em casa mas tambem acho que vou ter que ir lá buscá-lo...

Fugitiva disse...

Sorte, porque na Universidade do Algarve espera-se uns 5 anos...

Teresa Ponte disse...

Já o recebi cá em casa, numa caixa dos CTT para garrafas (eheh).
adorei o compartimento secreto na medalha de prata!!