04 julho, 2006

Fazer 1000 coisas

Usei aparelho fixo nos dentes durante uns bons quatro anos, em cima e em baixo. Não recordo esse tempo com grandes saudades, mas tinha o seu quê de engraçado.. conseguia colar-lhe os ímanes do frigorífico e quando eu cantarolava em certas frequências todo o aparelho vibrava, dando-me uma sensação curiosa. Mas adiante.
O facto de ter usado aparelho deu-me o hábito de passar a vida a lavar os dentes. Faço-o praticamente sempre que como e por isso ando sempre com uma escova atrás. Já lavei os dentes em todo o tipo de lavatórios: nos ranhosos dos centros comerciais, nos impecáveis do ccb e da culturgest, nos retro da cinemateca... e nos horríveis lá da faculdade, incluindo os das sala de pintura, pejados de óleo e nos da sala de escultura, entre o barro e outras sujidades. Na boa.
Na escola posso dizer até com orgulho que desde que comecei a fazer isto que já há muito mais gente a aderir. Não sei se fui eu que lancei a moda, mas ainda bem que pegou.
Entretanto, de tanto lavar os dentes fora de portas, que me dá para estar sempre a fazer algo ao mesmo tempo. É-me agora quase impossível ficar em frente ao lavatório. É pôr a pasta na escova, a escova na boca e lá vou eu. Confesso que às vezes me atrapalho.. a pior que me aconteceu foi numa aula de desenho (abençoadas salas de Belas Artes: Há lavatórios em todo o lado!), com a agravante que eu estava de headphones nos ouvidos e escova na boca quando tocou o telemóvel.. imaginem o resto

8 comentários:

menir disse...

He! Alguém devia ter filmado tão enérgico (imagino eu) malabarismo.

Goiaoia disse...

Gostei imenso de conhecer este blogue.
E, até porque foi fácil, vi os arquivos todos. (num li tudo, fica para uma próxima.)

Vodka e Valium 10 disse...

Eu também sou incapaz de ficar parado a lavar os dentes. No meu caso as pessoas com que vivo não ficam muito felizes.
Sabem sempre onde eu andei pelo rasto de pingos de pasta de dentes...

gnoveva disse...

.. não atendeste e perdeste um emprego fantástico?!

Ana Oliveira disse...

Goiaiola: Obrigada! Queria que este fosse um blog mais sério, mesmo sobre ilustração, mas tem descambado.

Vodka: Eu não pingo! Toma toma!! Continua e treinar...

Gnoveva: Primeiro tirei a escova da boca, cuspi um bocado de espuma e levei o telemóvel ao ouvido. Disse "está?" enquando o telemovel bateu no headphone. Revirei os olhos (raios, tanta coisa!) e tirei o headphone (deixei o outro..) e lá consegui falar. Era uma amiga!

Ana Oliveira disse...

Ah, e antes disto tudo tive de abrir o telemóvel, que é uma coisa que ainda me baralha bastante! Semmpre tive um reles nokia 3310, mas não tinha de mudar para um daqueles que abrem só porque gostei da barriga do bicho... enfim (suspiro)

lusi disse...

q ingeniosos trabajos!!! beso :)

Rute CS disse...

Tenho que aprender a fazer isso. às vezes dá jeito aproveitar o momento da lavagem dos dentes para adiantar alguma coisa...